Extensionistas falam como foi o curso da ESCAS/IPÊ e ELTI no Sul da Bahia 
Extensionistas falam como foi o curso da ESCAS/IPÊ e ELTI no Sul da Bahia 

Entre julho de 2021 e abril de 2022, 15 extensionistas rurais, agentes que orientam agricultores com conhecimento em técnicas de campo, participaram do curso Adequação Ambiental e Produtiva em Propriedades Rurais, uma parceria entre IPÊ, a escola ESCAS e a ELTI, no sul da Bahia.

Fiquei impressionada com o curso que trouxe abordagens muito atuais e a oportunidade de conhecer experiências de sucesso dentro da adequação ambiental a partir de soluções inovadoras.  O curso entrega o passo-a-passo da implementação, cada módulo traz o embasamento teórico, os entraves para execução, e como chegar à prática - informações enriquecedoras. As aulas síncronas (ao vivo) possibilitaram o contato da turma, a troca de experiências e a formação de uma rede de profissionais. O modelo híbrido favoreceu a participação de professores do exterior, o que reforçou as similaridades em relação aos desafios. A vivência de campo fechou com chave de ouro”, Priscila Valente Batista Neto, que atua na coordenação de projetos socioambientais no território da Costa do Descobrimento/BA.

ELTI BA MATERIA2 20220312 161422WEB

Estudantes aprendendo sobre balizamento de linhas alternadas de plantio em quincôncio (triângulos equiláteros). Crédito: Maria Otávia Crepaldi/IPÊ

O curso foi muito proveitoso, as disciplinas sobre certificações, produção orgânica, extensão rural, assistência técnica, metodologias participativas atualizaram uma série de informações. Mesmo sendo online, o curso instrumentaliza muito bem como colocar em prática as ferramentas que aprendemos. Durante o módulo presencial, que foi muito rico em troca de experiências e conhecimentos em diversas áreas, também entre os participantes, tivemos inclusive a oportunidade de colocar em prática os aprendizados” Thiago Guedes Viana, assessor especial do Gabinete da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura do Estado da Bahia. 

Os participantes têm agora a possibilidade de solicitar mentoria nas áreas de atuação do programa, nas frentes de aplicação prática no campo, participação em eventos e congresso e ainda orientação quanto ao desenvolvimento de peças de comunicação. A ELTI visa acompanhar o desenvolvimento desses trabalhos no longo prazo. 

Ampliação de conhecimento 

Dois técnicos extensionistas que atuam no projeto Semeando Água também participaram do curso. Paulo Roberto Ferro e Gustavo Brichi, pretendem compartilhar os aprendizados do curso no sul da Bahia com os produtores rurais beneficiários do Projeto Semeando Água, do IPÊ, na região do Sistema Cantareira, em São Paulo e Minas Gerais. 

“Vamos começar a implementar o sistema silvipastoril na região do Sistema Cantareira e o curso trouxe uma série de informações práticas, como por exemplo os desenhos/croquis dos sistemas como um todo; o que é uma informação-chave, além dos benefícios que vão além do número de animais por hectare, mas chegam também ao aumento do índice de proteína nas gorduras do leite e a melhoria na microbiota no solo”, destaca Gustavo Brichi, técnico extensionista no projeto Semeando Água/IPÊ.