Conservação da biodiversidade do Parna Montanhas do Tumucumaque é tema de encontro no Amapá
Conservação da biodiversidade do Parna Montanhas do Tumucumaque é tema de encontro no Amapá

 A ação promovida pelo IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas em parceria com o ICMBio, fechou temporada 2022 dos ‘Encontros dos Saberes’ sobre a conservação da biodiversidade na Amazônia,

Moradores do município de Pedra Branca do Amapari, no Amapá, participaram, no último sábado, 11/06, da nona edição da temporada 2022 dos Encontros dos Saberes. A reunião, promovida pelo Projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade (MPB), do IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), debateu a conservação da biodiversidade do Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque.

“O Tumucumaque foi a primeira unidade de conservação a sediar a iniciativa dos Encontros dos Saberes. Retornar para as comunidades do entorno dessa UC, discutindo os resultados realizados em quase uma década do projeto de monitoramento participativo tem uma importância enorme para todos nós que construímos o MPB. Pois, além de divulgar e de discutir de forma horizontal os resultados do monitoramento participativo realizado no território, esse momento também é uma excelente oportunidade de aproximar os moradores locais dessa unidade de conservação”, afirma Cristina Tófoli, coordenadora do projeto MPB.

ES Parna Tumucumaque Adison Ferreira 15

Crédito: Adison Ferreira/IPÊ

O evento, realizado no centro comunitário do bairro “Cai n'Água”, também reuniu estudantes e professores da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) e representantes da secretaria municipal de meio ambiente. Além do encontro principal, aberto a toda comunidade, o IPÊ também promoveu no dia anterior uma reunião menor, denominada de “Encontrinho dos Saberes”. A atividade, realizada na Câmara Municipal de Pedra Branca do Amapari, serviu como um alinhamento entre a gestão local do ICMBio, monitores locais e pesquisadores sobre os resultados das análises dos dados e as experiências de cada ator envolvido.

Na nona edição do Encontro dos Saberes, os participantes acompanharam de perto os resultados sobre o monitoramento participativo de plantas, aves, mamíferos e borboletas no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque e debateram sobre as informações coletadas em oito anos de projeto.  Os resultados foram apresentados por monitores locais, pesquisadores do IPÊ e analistas ambientais da Coordenação de Monitoramento da Conservação da Biodiversidade (COMOB) e Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros (CENAP), do ICMBio.

 ES Parna Tumucumaque Adison Ferreira 21

Crédito: Adison Ferreira/IPÊ

Monitor local da biodiversidade desde 2014, Jeckiel Cássio, afirma que o projeto mudou sua perspectiva sobre conservação ambiental. “Eu fico muito agraciado em saber que o trabalho que realizo no Tumucumaque ajuda a subsidiar as pesquisas do ICMBio sobre o monitoramento da biodiversidade. Antes de ser monitor eu não tinha a ideia do que era monitoramento e não sabia da importância do parque nacional para a manutenção da natureza, não apenas da comunidade com o entorno, mas da biodiversidade em geral, de todo o planeta. E essa troca de conhecimentos proporcionada pelo encontro dos saberes só reforça essa minha visão”.

Para Darlison Andrade, gestor da COMOB/ICMBio, a metodologia do encontro dos saberes é fundamental para inserir a participação social no Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade. “A parceria com o IPÊ tem sido essencial na inserção do elemento participativo dentro do programa de monitoramento. A junção dos dados coletados no monitoramento com a troca de saberes científico e tradicional nos ajuda a pensar e encaminhar soluções a respeito da melhor forma de conservação dessas unidades de conservação. Acredito que no longo prazo muitos produtos ainda virão com essa parceria”, destacou.

Maior Parque Nacional do Brasil e uma das maiores áreas de floresta tropical protegidas do mundo, com uma área de 3,7 milhões de hectares, o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque está localizado na divisa dos estados Pará e Amapá e na fronteira com os países Suriname e Guiana Francesa. O território é uma das 18 unidades de conservação da Amazônia atendidas pelo IPÊ. O encontro também fechou os nove anos de atuação do projeto MPB na região Norte.

Monitoramento Participativo da Biodiversidade

O Projeto MPB apoia a implementação do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade (Monitora), do ICMBio, e conta com apoio da Fundação Gordon e Betty Moore, USAID, Programa ARPA - Áreas Protegidas da Amazônia - e mais de 20 instituições locais.

Troca de Saberes

Desde 2018, o IPÊ já realizou 16 encontros de saberes presenciais e dois seminários amplos envolvendo diversos parceiros da instituição como lideranças locais, gestores do ICMBio, monitores e pesquisadores.