Dominic Wormell, Chefe do Departamento de Mamíferos da Durrell Wildlife Conservation Trust

"Tive a oportunidadede ver as primeiras árvores do corredor sendo plantadas e, em visitas subseqüentes, tenho visto mais e mais a restauração da terra. Na última visita (novembro de 2015) vimos o progresso dos corredores. Foi verdadeiramente inspirador ver como os corredores e trampolins ecológicos (stepping stones) têm crescido. É um fantástico exemplo de como um trabalho de conservação deve ser executado."

“A oganização Durrell Wildlife Conservation Trust está envolvida com a conservação de micos-leões desde os anos 80, participando de comissões internacionais de conservação. Claudio Padua foi o primeiro aluno brasileiro aceito na Durrell para fazer um curso de formação de um ano. Depois, tivemos Laury Cullen Jr. nos anos 90 e várias outras pessoas do IPÊ, incluindo Gabriela Rezende (pesquisadora do mico-leão-preto). Temos apoiado IPÊ há mais de 25 anos, portanto, através da formação, equipamentos e financiamentos.

Um desses apoios é a iniciativa Cans for Corridors. O projeto conecta as pessoas com as questões ambientais para ajudar uma história de recuperação positiva (com o Corredor da Mata Atlântica, no Pontal do Paranapanema/SP). Tive a oportunidadede ver as primeiras árvores do corredor sendo plantadas e, em visitas subseqüentes, tenho visto mais e mais a restauração da terra. Na última visita (novembro de 2015) vimos o progresso dos corredores. Foi verdadeiramente inspirador ver como os corredores e trampolins ecológicos (stepping stones) têm crescido. É um fantástico exemplo de como um trabalho de conservação deve ser executado”, Dominic Wormell, Chefe do Departamento de Mamíferos de Durrell.