Pantanal e Cerrado - MS

Paisagens Sustentáveis no Pantanal

IPÊ e Smithsonian Conservation Biology desenvolvem o projeto Paisagens Sustentáveis no Pantanal.  


Iniciativa Nacional para a Conservação da Anta Brasileira

O trabalho para a conservação da anta brasileira começou na Mata Atlântica e expandiu-se para o Pantanal e Cerrado, no Mato Grosso do Sul. São mais de 20 anos de trabalho que resultaram no mais completo e detalhado banco de dados, fundamental para planejar ações para a conservação da espécie. 

 


Projeto Antas Urbanas - INCAB/IPÊ

Diante do grande número de registros de antas dentro do perímetro urbano de Campo Grande, capital do estado do Mato Grosso do Sul, esta pesquisa do projeto Antas Urbanas, da INCAB, surge com o objetivo de monitorar os animais que frequentam a cidade e avaliar o impacto de potenciais ameaças antrópicas para a espécie.


Projeto Tatu-Canastra

O tatu-canastra (Priodontes maximus) é a maior de todas as espécies de tatus existentes. Seu tamanho pode chegar  a um metro e meio de comprimento (do focinho à cauda) e mais de 50 quilos. Mesmo com esse tamanho e ampla distribuição por praticamente toda a América do Sul, é uma espécie pouco conhecida. Desde 2010, o projeto Tatu Canastra (realizado pelo IPÊ e The Royal Zoological Society of Scotland)busca levantar mais informações a respeito dessa espécie, seu comportamento e história natural, para a sua proteção.


Projeto Bandeiras & Rodovias

 

O IPÊ, junto com o ICAS (Instituto de Conservação de Animais Silvestres) desenvolve o Projeto Bandeiras & Rodovias, na cidade de Campo Grande , em Mato Grosso do Sul (MS). O projeto visa avaliar, monitorar e indicar soluções sobre o problema dos atropelamentos e acidentes com tamanduás-bandeira nas rodovias do Estado.