Projetos

Onde Atuamos

Mata Atlântica I Amazônia I Pantanal I Cerrado
Projetos
PROJETOS MAPA IPE Baixo Rio Negro Brasília Pantanal Pontal Nazaré Paulista

Baixo Rio Negro

Brasília

Pantanal

Pontal

Nazaré Paulista

Amazônia

Atuamos em Soluções Integradas com a sociedade, na efetividade da gestão de Unidades de Conservação e em parcerias.

LIRALegado Integrado da Região Amazônica: tem como foco o aumento da efetividade na gestão de áreas protegidas, com intensificação do trabalho integrado e em rede.

MPBMonitoramento Participativo da Biodiversidade: atua no monitoramento da biodiversidade em 18 unidades de Conservação (12 milhões de hectares) na Amazônia com a contribuição de comunidades locais.

MOSUC Motivação e Sucesso na Gestão de Unidades de Conservação: apoia o fortalecimento do SNUC - Sistema Nacional de Unidades de Conservação e a mobilização da sociedade.  Entre os resultados atingidos está a reestruturação nacional do Programa de Voluntariado do ICMBio com mais de 30 mil voluntários inscritos.  

NAVEGANDO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA: busca fortalecer empreendedores das cadeias de valor da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Puranga Conquista.

Nazaré Paulista

A sede do IPÊ está no município que integra a região do Sistema Cantareira localizada a menos de 100 quilômetros da cidade de São Paulo. O Sistema é responsável pelo abastecimento de água de mais de 7 milhões de pessoas da região metropolitana de São Paulo, além de Campinas e Piracicaba.

Semeando Água: para aumentar a segurança hídrica do Sistema, o IPÊ desenvolve o projeto a partir de ações de restauração florestal, sistemas produtivos sustentáveis, além de educação ambiental e políticas públicas em oito municípios que integram o Sistema, cinco no estado de São Paulo e três em Camanducaia.

Pantanal e Cerrado 

Desenvolvemos iniciativas para a conservação de três espécies ameaçadas de extinção (Anta-brasileira, Tatu-Canastra e o Tamanduá-bandeira) envolvendo pesquisa, educação ambiental, turismo e capacitação:

INCAB – Iniciativa Nacional para Conservação da Anta Brasileira: o projeto com mais de 25 anos conta com o maior banco de dados da anta brasileira (Tapirus terrestris), reconhecida como jardineira da floresta.

Projeto Tatu-canastra: documentou o importante papel dos tatus como engenheiros dos ecossistemas. A espécie passou a integrar a lista de mamíferos-chave para nortear a criação de áreas protegidas e corredores de conservação no Mato Grosso do Sul.

Projeto Bandeiras e Rodovias: avalia, monitora e indica soluções para a problemática das colisões veiculares com tamanduás-bandeira nas rodovias do Mato Grosso do Sul.

Paisagens Sustentáveis do Pantanal: identifica caminhos com potencial de fortalecer o desenvolvimento sustentável no bioma a partir da pecuária sustentável, da conservação das áreas protegidas e do ecoturismo.

Pontal do Paranapanema

Junto com comunidades, produtores rurais, profissionais que atuam em órgãos públicos e pesquisadores de outras instituições desenvolvemos em 2001 o Mapa dos Sonhos com o objetivo de formar corredores de vida no Pontal do Paranapanema. A partir das ações prioritárias identificadas no Mapa, atuamos na gestão de paisagens, equilibrando ganhos econômicos com manutenção de serviços ecossistêmicos e conservação de espécies ameaçadas:

Corredores de Vida: já plantamos quase 6 milhões de árvores, incluindo o maior corredor florestal já restaurado na Mata Atlântica.

A foto ao lado mostra o maior corredor florestal já restaurado na Mata Atlântica com 2,4 milhões de árvores, que conectam o Parque Estadual Morro do Diabo com a Estação Ecológica Mico-leão-preto.
Crédito da foto: Laurie Hedges

Projeto de Conservação do mico-leão-preto: um dos mais longevos programas de conservação – tem entre os resultados a mudança na categoria da espécie de "criticamente ameaçado" para "ameaçado".

Sistemas Agroflorestais: aliam diversidade de alimentos e geração de renda para produtores rurais.

Viveiros Comunitários: contribuímos com a formação e acompanhamos de perto oito viveiros, sendo cinco liderados por mulheres.

Educação Ambiental: adoção do programa de educação ambiental pelas escolas da cidade de Teodoro Sampaio (SP), com cursos para professores e estudantes da rede pública.

Guaranésia/MG


Implementamos uma fazenda modelo em atividade silvipastoril, para promover e acelerar a pecuária leiteira sustentável aliada ao plantio de árvores de espécies nativas.

Nova Iguaçu e Duque de Caxias/RJ


Na Baixada Fluminense, atuamos para implementar 100 hectares de sistemas agroflorestais em 33 assentamentos, pequenas propriedades e comunidades rurais.

 

Ajude o IPÊ a salvar as nossas florestas, doe para o IPÊ