IPÊ é parceiro da TRUSS em edição especial que apoia associação indígena na Amazônia
IPÊ é parceiro da TRUSS em edição especial que apoia associação indígena na Amazônia

Sequência 180Em junho, IPÊ e Truss Cosméticos lançam nova parceria. Desta vez, em favor da Amazônia. O shampoo e o condicionador Equilibrium ganharam uma edição especial: a Amazon Conservation Edition, com parte da renda revertida para a AKJ (Associação Cultural Indígena Kapot Jarina), fundada em 2004 para defender os direitos e preservar os costumes dos povos Mebengokrê, residentes na aldeia Kapot, na fronteira do Mato Grosso com o Pará. 

A nova linha vai ajudar na manutenção do viveiro comunitário da aldeia, com a compra de insumos para a produção de mudas e a coleta de sementes. O viveiro é uma forma de produzir árvores e plantas nativas para proteger a biodiversidade local e enriquecer os roçados da aldeia.

A Associação Indígena Kapot Jarina faz parte de um dos projetos do IPÊ chamado LIRA - Legado Integrado da Região Amazônica, que tem apoio do Fundo Amazônia, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e da Fundação Gordon e Betty Moore. O projeto apoia terras indígenas e unidades de conservação na Amazônia a fim de melhorar a questão de renda e das cadeias produtivas locais. 

Este é o segundo ano em que TRUSS apoia o Instituto. Em 2021 a ação foi voltada à Mata Atlântica e lançada apenas no Brasil. Já em 2022 serão mais de 30 países unidos em prol da causa, entre eles EUA. 

“Estamos felizes em realizar mais uma parceria com o IPÊ, que tem muitos projetos importantes na Amazônia. No Brasil, as terras indígenas são as que mais protegem a biodiversidade e são fundamentais para a conservação da Amazônia, portanto, merecem ser fortalecidas. Nosso apoio ao viveiro para cultivo, produção e plantação de mudas de açaí, baru, cupuaçu e outras espécies de árvores frutíferas, vai contribuir tanto para a conservação da biodiversidade, quanto para a segurança alimentar de uma população de cerca de 600 indígenas”, explica Manuella Bossa, CEO da TRUSS.