Programe-se para o lançamento do livro Monitoramento Territorial Independente na Amazônia: reflexões sobre estratégias e resultados

Na segunda-feira 29 de novembro às 15:00, Cristina Tófoli e Pollyana Lemos, pesquisadoras do IPÊ, participam do lançamento do livro “Monitoramento Territorial Independente na Amazônia: reflexões sobre estratégias e resultados” no canal do YouTube do FGVces e do canal de facebook do Ledtam/UFPA. 

Dividido em duas seções Monitoramento de grandes empreendimentos e de pressões e ameaças sobre territórios e Monitoramento da sociobiodiversidade e dos bens comuns, o livro traz importantes reflexões sobre a potência do monitoramento territorial independente para proteção de territórios e modos de vida, bem como sobre os desafios para sua realização.

A obra é organizada em parceria por Daniela Gomes e Kena Chaves (FGVces), professoras Andrea Leão e Socorro Pena (Gepesa/UFOPA) e professor José Antônio Herrera (Ledtam/UFPA), com editoração de Samir Luna (FGVces) e reúne as experiências de mais de 70 autores representando cerca de 20 organizações e instituições de pesquisa.

Cristina Tófoli e Pollyana Lemos assinam Contribuições do Projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade em Unidades de Conservação na Amazônia, para a sociedade e conservação da biodiversidade com integração de conhecimentos tradicionais e científico ao lado de mais de mais 16 pesquisadores* do IPÊ e de duas organizações da sociedade civil, Verde Perto e Ação Ecológica do Guaporé (Ecoporé).  

CAPA Monitoramento Independente Digital Page 001

 

Desde 2013, o Projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade, experiência compartilhada pelos pesquisadores do IPÊ, apoia a implementação do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade (Monitora), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e conta com apoio da Fundação Gordon e Betty Moore, USAID, Programa ARPA e de mais de 20 instituições locais.

O projeto realiza o monitoramento participativo da biodiversidade e promove o envolvimento socioambiental para o fortalecimento da gestão e da conservação da biodiversidade em unidades de conservação da Amazônia. Esse processo é estratégico para entender e moderar a extensão de mudanças que possam levar à perda de biodiversidade local, subsidiar o manejo adequado dos recursos naturais e promover a manutenção do modo de vida das comunidades locais e a obtenção de renda de maneira sustentável. A principal motivação do MPB é fomentar a participação social como alicerce para compreensão e conservação da biodiversidade.

Cristina F. Tofoli

Pollyana F. Lemos

Leonardo S. Rodrigues

Débora Lehmann

Fernanda Freda

Marcela Silva

Virgínia Bernardes

Fernando Lima

Rafael Moaris Chiaravalotti

Gabriel Mendes

Livia Maciel

Rúbia Maduro

Ana Maira Bastos Neves

Camila Lemke Moura

Paulo Henrique Bonavigo

Roselma Carvalho

Cibele Tarraço Castro

Fabiana F. Prado