Comitê Brasileiro da IUCN elege nova presidência

Em um dia muito especial para o Brasil, em que se comemora o Dia Nacional da Caatinga (28/04), tivemos eleições para o secretariado do comitê brasileiro da International Union for Conservation of Nature (IUCN), a maior rede de organizações e entidades para a conservação do mundo, que congrega governos, sociedade civil organizada, povos e comunidades tradicionais.

O governo brasileiro não é mais membro da IUCN, desde 2016. No entanto, há 26 membros brasileiros afiliados à IUCN que formam o comitê brasileiro dessa rede de organizações.

Quem assumiu a coordenação eleita pelo comitê brasileiro, para o triênio 2021-2024, foi Miguel Moraes, da Conservação Internacional Brasil. Assumiu a vice-presidência, Angela Pellin, do IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas  e a secretaria executiva ficou com Roberto Palmieri, do IMAFLORA. 

As pautas para este triênio são: 

- Reuniões extraordinárias mensais (na tarde da última quarta-feira do mês)

- Grupos de trabalho em: advocacy, communication e fundraising.

- Campanha Brazil Matters

- Acompanhamento da implementação do programa no Brasil

Este último tópico está relacionado ao “início da organização e sistematização de dados de trabalho, de informações dos membros brasileiros em relação às metas globais de conservação”, explica André Siqueira, diretor presidente da Ecoa.