Eventual extinção da Fundação Parque Zoológico SP pode colocar em risco ações de conservação de espécies

O IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas reconhece o importante papel da Fundação Parque Zoológico de São Paulo na conservação da biodiversidade brasileira e vem manifestar seu apoio à esta instituição, cujo trabalho de excelência tem, ao longo de nossa história uma estreita relação institucional.

A Fundação Parque Zoológico de São Paulo integra, desde a década de 1980, o programa de manejo ex situ de mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), espécie globalmente ameaçada que só ocorre no estado de São Paulo, e decretada espécie símbolo da conservação da fauna e patrimônio ambiental deste estado (Decreto nº 60.519/2014). Tendo se desenvolvido como referência nacional e internacional na criação e reprodução dessa espécie em cativeiro, a Fundação coordena hoje o programa internacional de manejo ex situ de mico-leão-preto, além da seção brasileira do programa ex situ das outras duas espécies de micosleões – dourado e da-cara-dourada (L. rosalia e L. chrysomelas).

Atualmente, a FPZSP mantém, junto a sua unidade Centro de Conservação da Fauna Silvestre do Estado de São Paulo (CECFAU), a maior parte da população cativa de mico-leão-preto, no âmbito internacional. Dado o protagonismo da atuação da Fundação na conservação do mico-leão-preto e demais primatas paulistas, essa instituição assume hoje a coordenação da Comissão Permanente de Proteção dos Primatas Paulistas (Pró-Primatas Paulistas – CPPP), que atua junto à SIMA e demais integrantes da CPPP, incluindo o IPÊ, no desenvolvimento de estratégias para proteção e recuperação dessas espécies e seus habitats.

Ressaltamos a nossa preocupação com uma eventual extinção da FPZSP, por entendermos que tal ação pode representar um sério risco às estratégias de conservação das espécies “in situ”, devido à interrupção do importante papel desempenhado por esta instituição na ciência, por meio de resultados obtidos com suas atividades de pesquisa, e manejo integrado de espécies, que vem contribuindo com a conservação da biodiversidade brasileira.