Oficina do Conhecimento na Floresta Nacional do Jamari

 

Uma das premissas do trabalho do IPÊ é promover o aprendizado constante nas suas áreas de atuação. Por isso, começamos o ano com troca de ideias e alinhando os planejamentos dos projetos com todos os envolvidos.

O projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade, por exemplo, realizou no início de março, a Oficina do Conhecimento sobre a Floresta Nacional (Flona) do Jamariem, em Itapuã do Oeste (RO). Durante o encontro foram avaliadas com os monitores as atividades de coleta de dados e apresentação dos resultados do monitoramento de 2019.

A troca de experiências permitiu o apontamento de melhorias e ajustes para a execução dos protocolos de monitoramento da biodiversidade e das expedições de campo.

Organizado pelos consultores locais do IPÊ, Camila Moura Lemke e Paulo Henrique Bonavigo, e o analista ambiental da Flona, Samuel dos Santos Nienow, o evento também foi uma forma de aproximá-los para um momento de reflexão e confraternização, já que muitos monitores moram no entorno, na cidade de Itapuã do Oeste, Ariquemes e Porto Velho.

Como resultado da atividade, foi elaborada uma proposta de calendário levando em conta as atividades do monitoramento na Flona do Jamari e na Estação Ecológica de Samuel.

O efeito imediato do encontro pode ser sentido nos depoimentos dos monitores. Zeziel Ferreira, monitor da biodiversidade, vigilante e morador da Vila da Mineração na Flona comentou que é“ sempre um prazer estar com essa família que o monitoramento me deu, me alegro sempre que nos reunimos nas oficinas onde compartilhamos conhecimento reparamos os erros, tendo ajuda dos nossos mestres, para melhorar o nosso trabalho a cada ano.”

A também monitora Deusiele Diniz Pereira, moradora de Itapuã do Oeste avalia que “rever o pessoal foi muito gratificante, e as fotos só mostram o quanto somos uma equipe unida, é muito gratificante poder trabalhar com pessoas assim.  Que esse ano de 2020 possamos nos encontrar muito mais”.

Para a servidora da Sedam Silvia Gonçalves “foi um grande aprendizado participar desse encontro, conhecer essa galera bonita e compromissada com a conservação da biodiversidade”.

Obs.: Em virtude da pandemia de Covid-19, as atividades presenciais do projeto estão suspensas desde o dia 10 de março. Continuamos a prestar atendimento às comunidades de maneira remota.

O projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade em Unidades de Conservação da Amazônia é desenvolvido pelo IPÊ em parceria com o ICMBio, dentro do Programa MONITORA, Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade, com apoio de Gordon and Betty Moore Foundation e USAID.