Curso de viveiros e mudas: últimas vagas

A manutenção dos recursos hídricos e da diversidade biológica depende de iniciativas de recuperação de parte das áreas naturais que foram suprimidas e da implantação de estratégias que aliem modelos de produção à conservação dos recursos naturais. O primeiro passo para viabilizar estas iniciativas é capacitar "agentes de restauração" na formação de mudas, implantação e manutenção de viveiros florestais e agroflorestais. Estas são questões práticas abordadas no "Curso de Viveiros e Mudas" a ser realizado na sede do IPÊ, em Nazaré Paulista – SP, de 23 a 25 de agosto.

Confira abaixo os temas tratados:


- Planejamento de viveiros: avaliando a capacidade produtiva e os cuidados na implantação
- Legislação Ambiental para produção de mudas exóticas e nativas.
- Uso de materiais e equipamentos na produção de mudas
- Parâmetros de qualidade das mudas
- Técnicas de coleta de sementes
- Formação de mudas: quebra de dormência de sementes, tipos de substratos e recipientes
- Prática de enxertia
- Irrigação e adubação
- Visita Técnica ao viveiro de mudas

Carga horária: 24 horas

Público: Produtores rurais, estudantes, técnicos em meio ambiente, agrícolas e florestais de nível médio, extensionistas e demais profissionais responsáveis pela produção de mudas, implantação e manutenção de viveiros.

INSTRUTORES

Haroldo Borges Gomes

Graduado em Ciências Biológicas, mestre em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" Campus de Ilha Solteira especialidade sistemas de produção. Trabalha no IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas a mais de 17 anos. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Extensão Rural, atuando principalmente nos seguintes temas: agricultura familiar, sistemas agroflorestais, viveiros de mudas florestais e projetos interligados de conservação da natureza, desenvolvimento rural sustentável e envolvimento comunitário.

Nivaldo Ribeiro Campos

Técnico em Meio Ambiente, é responsável pela condução de 29 viveiros na região do Pontal do Paranapanema – SP. Como resultado dos cursos de capacitação desenvolvidos pelo IPÊ nesta região, foram instalados viveiros com capacidade de produção total de 800 mil mudas/ ano. Um impacto social resultante desta iniciativa é a venda de mudas florestais como fonte de renda alternativa. As mudas são vendidas a proprietários de terras que precisam por determinação legal, recuperar áreas de preservação permanente (beiras de rios, nascentes e encostas).

Confira valor e condições de pagamento