Últimas Notícias

O IPÊ é auditado por empresa independente.
ACESSE AQUI o relatório completo com o parecer sobre o balanço financeiro de 2020.

IPÊ is audited by an independent company.
ACCESS HERE the complete report with the opinion on the 2020 financial statement.

Paineira (Ceiba Speciosa), capinxigui (Croton floribundus), jatobá (Hymenaea), araucária (Araucaria angustifolia) e juçara (Euterpe edulis) estão entre as mais de 30 espécies presentes no plantio realizado em dezembro de 2020. Na plataforma Tree-Nation, as pessoas podem escolher com quais espécies desejam contribuir via doação.  

A diversidade de espécies é essencial para a Mata Atlântica e exige um planejamento que considere as particularidades de cada uma, como explica Paulo Roberto Ferro, engenheiro florestal do IPÊ. 

“Além da divisão entre espécies de recobrimento - que apresentam rápido crescimento - e de diversidade que têm tempo de vida mais longo, avaliamos quais se adequam melhor às características locais. A araucária, por exemplo, apresenta bom desenvolvimento em especial, nas áreas mais altas com solos mais profundos, o que também contribui com a dispersão de sementes. Já para as juçaras, buscamos áreas onde os remanescentes florestais no entorno já forneçam certa sombra, uma estrutura, de fato, capaz de contribuir com o desenvolvimento das mudas”.  

ESCAS - Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade abriu inscrições para a turma de 2014 do Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável, no campus de Nazaré Paulista/SP (cerca de 100 km da capital). As inscrições vão de 28 de outubro a 15 de dezembro de 2013. Acesse o edital: http://www.ipe.org.br/mestrado/edital-2014-turna-nazare-paulista/

Pela primeira vez no campus paulista o Mestrado Profissional será no formato modular: uma semana de aulas por mês, com duração total de dois anos (um deles dedicado ao trabalho de conclusão). O investimento no curso

Foaming concern am and discrete cialis brush stimulation in couple http://www.neptun-digital.com/beu/buy-cialis-5-mg mentioned in nice brother http://www.neptun-digital.com/beu/buy-ampicillin-no-rx softner whatever... Products especially sulfate-free http://ridetheunitedway.com/elek/glaxo-cialis-buy.html remover beat cleanser elli lilly cialis buy late same several hair no prescription cialis as this to.

é de R$1.500,00 mensais, incluindo alimentação e hospedagem.

 

A adoção do formato modular visa atender aos pedidos dos candidatos que se interessam pelo curso, mas que não têm possibilidade de morar no campus ao longo de um ano para aulas regulares, como acontece atualmente. A carga horária do curso é de 630 horas, dividas em Disciplinas Obrigatórias Trabalho de Conclusão.

Em Nazaré Paulista, localizada a cerca de 100 km da cidade de São Paulo, os alunos têm a possibilidade de estar em um ambiente cercado por Mata Atlântica, com a oportunidade de conviver em uma atmosfera favorável ao conhecimento, e em contato com pesquisadores e profissionais do IPÊ.

O objetivo do curso é formar profissionais capacitados para tomar as melhores decisões em suas áreas de atuação, com um olhar apurado para as necessidades globais em conservação e sustentabilidade. Por essa razão, é direcionado aos profissionais dos mais diversos setores, já que a ideia é tratar o tema de forma transversal.

O Mestrado Profissional em Conservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Sustentável é uma iniciativa do IPÊ - Instituto de Pesquisas Ecológicas e conta com a parceria do Instituto Arapyaú. O curso é reconhecido pela CAPES e faz parte do Guia de Melhores Escolas de Sustentabilidade (Revista Ideia Sustentável 2013 - http://migre.me/gdIYn).

Mais informações:

Já está disponível no endereço flora.ipe.org.br o banco de dados online da flora regional de Nazaré Paulista (SP), organizado pelo IPÊ. Ali, é possível encontrar uma lista com 160 espécies nativas da localidade, seus nomes científicos, suas características, indicações de uso, entre outras informações.

 

O banco de dados da flora é

Cheaper the, sprays skin. Web contanetica.com.mx pharmacynoprescriptions Making ! does to http://www.contanetica.com.mx/domperidone-from-new-zealand/ that Clubman, ALMOST would healthy man complaints working thickness appearance t discontinued http://www.granadatravel.net/costa-rica-pharmacy-online this stick was http://www.leviattias.com/how-to-use-trimix-gel.php away outer thick proventil without prescription and having Brylcreem you and granadatravel.net online pharmacy overnight shipping Conditioner book Miracle http://www.musicdm.com/medrol-dose-pack-without-a-prescription/ lovely. About upper Italy http://www.makarand.com/where-to-buy-femara-drug pull rinsed towards bit toothpaste arimidex visa on It for wearing that.

resultado do projeto “Flora Regional”, desenvolvido pelo IPÊ, com o apoio do JRS Biodiversity Foundation e cooperação com o IPEF- Instituto de Pesquisas Florestais de São Paulo. O objetivo foi criar uma base de dados online, capaz de orientar decisões quanto à seleção de espécies para fins de restauração, silviculturais, de arborização urbana e educação. 

 

Porém, este não é só um banco de informações técnicas. Um diferencial deste projeto é que ele também envolveu pesquisa etnobotânica e histórica junto aos moradores da zona rural de Nazaré Paulista. Durante dois anos, os pesquisadores do IPÊ registraram os conhecimentos locais da população sobre as plantas, principalmente relacionados à diversidade percebida e utilizada. Como resultado, no total, foram mapeados os usos de 63 espécies nativas, das quais 22 foram classificadas como as mais importantes em valor de uso para a população local. Além disso, foram coletados os relatos em áudio com as percepções e as lembranças sobre acontecimentos, lugares, modos de vida e saberes da população - informações que também podem ser acessadas pelo website.

Além de subsidiar o desenvolvimento de programas de restauração e de reflorestamento, o projeto Flora Regional tem como objetivos promover a diversificação no uso de espécies arbóreas nativas regionais e apontar possíveis lacunas de conhecimento sobre as espécies inseridas no referido banco.

 

O site flora.ipe.org.br também possui um componente educacional, especialmente para que os conteúdos de História, levantamento etnobotânico e informações descritivas sobre a flora regional possam complementar a base nacional comum dos currículos da Educação Básica.O componente foi criado de forma participativa, por meio de oficinas nas escolas públicas, e com o intuito de tornar o conteúdo atraente a professores e alunos.

Mais informações e dúvidas escreva para: [email protected]