Curso capacita monitores da biodiversidade na Flona Jamari, em Rondônia

 

O projeto Monitoramento Participativo da Biodiversidade realizou mais um curso de capacitação de monitores. Desta vez, na Floresta Nacional (Flona) Jamari, em Itapuã do Oeste, Rondônia. O Curso de Monitores da Biodiversidade - Componente Florestal, ocorreu no auditório da Madeflona e no interior da Flona. A capacitação é uma tarefa fundamental para o processo de gestão das Unidades de Conservação (UCs) e na Flona Jamari, já são 100 monitores aptos à realização do monitoramento.

Durante o encontro participaram 21 pessoas, entre elas alunos da Universidade Federal de Rondônia, colaboradores do Parque Nacional do Mapinguari, funcionários da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental - SEDAM e moradores de Itapuã do Oeste.

Para dar conta dessa tarefa participaram como instrutores e apoio os pesquisadores do IPÊ, Camila Lemke e Paulo Henrique Bonavigo, o analista ambiental da Flona Samuel dos Santos Nienow e os monitores Natieli Quadros, Gesiana Kamila Miranda, Zeziel Ferreira, Wesley Duarte, Bruno Zenke e Poliana Pereira.

Os alunos vivenciaram a prática de instalação e revisão de armadilhas de borboletas e foram capacitados quanto a biologia e identificação em uma das trilhas do monitoramento. Foi também realizada a prática de censo de aves e mamíferos e prática de coleta de dados de plantas lenhosas.

O projeto “Monitoramento Participativo da Biodiversidade em Unidades de Conservação da Amazônia”, é uma parceria entre o IPÊ e ICMBio, com apoio da USAID, Gordon and Betty Moore Foundation e Programa ARPA.