Começar

Conservação da
biodiversidade

Conservação da biodiversidade

Pesquisa científica e inovação socioambiental. Ações de impacto com participação comunitária e educação na Mata Atlântica, Amazônia, Pantanal e Cerrado.

NOSSOS PROJETOS
Mestrado Profissional

Mestrado Profissional

Na ESCAS – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade, compartilhamos conhecimento e formamos líderes para a conservação e desenvolvimento sustentável.

Inscrições abertas para turma 2020
Doe agora

Doe agora

Você faz toda a diferença para a proteção da biodiversidade brasileira. Seja um doador do IPÊ e faça parte da transformação da realidade socioambiental.

DOE AGORA

destaque

Notícias

Os micos como nossos professores - Artigo de Suzana Padua

Publicado originalmente em Fauna News.  Por Suzana Padua Descobrimos, logo cedo, que trabalhar com conservação não é assunto simples. O IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas teve início a partir de um projeto do...

Agricultores aumentam em 60% o aproveitamento da principal matéria-prima no sul da Bahia

  Jeilly Vivianne, mestra pela ESCAS, também atua no extremo sul da Bahia na implantação da Farinheira Sustentável, que integra o PAT da Mandiocultura - Plano de Ação Territorial da Mandiocultura, uma...

De carvoeiros a agrofloresteiros: mestra da ESCAS/IPÊ transforma realidade socioambiental no sul da Bahia

Brahma

Alegria no Pé, Floresta de Pé

Selo AlegriaO projeto “Alegria no Pé, Floresta de Pé” - realizado pela Brahma em parceria com o IPÊ - tem como objetivo a criação de um fundo para conservação das florestas e áreas verdes do Brasil, unindo futebol e natureza. A cada gol marcado nos maiores campeonatos do País, será investido no fundo ambiental o equivalente à conservação de 100 árvores nativas.

A estreia desse projeto aconteceu na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2012, cujo saldo de gols foi 25, somando, portanto, 2.500 árvores nativas na natureza, que serão conservadas pelo IPÊ, por meio de reflorestamento e manutenção de áreas em processo de restauração. A proposta de 1 gol = 100 árvores continua até 2014, contemplando os jogos do Campeonato Brasileiro 2013 e 2014, da Copa das Confederações e da Copa do Mundo no Brasil.