Sistemas Agroflorestais para Agricultura Familiar como Corredores de Biodiversidade

Projeto beneficia 51 famílias com implantação e enriquecimento de Sistemas Agroflorestais (SAFs). Ao todo, o trabalho abrange 51 hectares de assentamentos rurais, distribuídos em SAFs biodiversos e Sistemas Agrossilvipastoris, nos municípios de Mirante do Paranapanema, Teodoro Sampaio e Euclides da Cunha (SP). 

Além de orientação nesse modelo de produção que beneficia a floresta e a renda dos assentados, os participantes também passam por capacitação em produção agroecológica e em gestão e comercialização de produtos.

Como resultados do projeto, são esperados: 

  • Geração de renda para as famílias envolvidas; 
  • Conciliação da produção com conservação ambiental;
  • Envolvimento comunitário;
  • Melhoria da paisagem com plantio de Sistemas Agroflorestais (SAFs);
  • Transição para produção agroecológica.

Principais atividades:

  • Implantação de 34 hectares de Sistemas Agroflorestais biodiversos com bases de produção agroecológica.
  • Enriquecimento de 11 hectares com espécies florestais nativas, exóticas e frutíferas tornando-os biodiversos.
  • Implantação de seis hectares de Sistemas Agrossilvipastoris.
  • Capacitação em agrossilvicultura e em gestão de comercialização de produtos para assentados.
  • Extensão agroflorestal para 51 famílias envolvidas no projeto.