Pontal do Paranapanema - SP

Jardineiras da Floresta - Abelhas sem ferrão

O Projeto Jardineiras da Floresta implanta colmeias de abelhas-Jataí (Tetragonisca angustula) nos bosques de Café com Floresta - projeto de Sistemas Agroflorestais do IPÊ. O objetivo é aumentar a polinização das culturas, possibilitando mais uma oportunidade de renda ao produtor assentado, inserindo-o na produção de enxames e produtos da exploração apícola.


Sistemas Agroflorestais para Agricultura Familiar como Corredores de Biodiversidade

Projeto beneficia 51 famílias com implantação e enriquecimento de Sistemas Agroflorestais (SAFs). Ao todo, o trabalho abrange 51 hectares de assentamentos rurais, distribuídos em SAFs biodiversos e Sistemas Agrossilvipastoris, nos municípios de Mirante do Paranapanema, Teodoro Sampaio e Euclides da Cunha (SP). 


Buchas Agroflorestais

Os pesquisadores do IPÊ trabalham o extensionismo rural com agricultores da região a fim de que eles contribuam com a restauração da Mata Atlântica e, em contrapartida, aumentem seus ganhos com a plantação e venda de buchas. 


Detetives Ecológicos

O projeto busca informações de campo sobre o tamanho populacional, estado de conservação genética e os padrões de dispersão de grandes mamíferos do Parque Estadual Morro do Diabo e de remanescentes florestais do Pontal do Paranapanema (SP).


Viveiros Agroflorestais

Os viveiros agroflorestais produzem mudas de espécies da Mata Atlântica que são usadas pelos assentados em suas propriedades. Além disso, são fonte de renda para famílias e de conhecimento para estudantes no Pontal do Paranapanema. 


Café com Floresta

O Projeto Café com Floresta, realizado desde 2001 com agricultores assentados de reforma agrária, é baseado na implementação de um sistema diversificado, que associa o café (Coffea arabica L.) com o cultivo de culturas anuais como feijão, milho, mandioca e espécies de árvores nativas da Mata Atlântica. A iniciativa gera benefício à terra, à biodiversidade, ao produtor e ao consumidor.


Conservação do Mico-Leão-Preto

O Programa de Conservação do Mico-Leão Preto foi a semente para a criação do IPÊ. Os esforços de conservação, que iniciaram em 1984, já surtiram efeitos muito positivos para a espécie, como a mudança de categoria de ameaça e apoio a criação de Unidades de Conservação.


Corredores da Mata Atlântica

O projeto está orientado na direção de promover a conservação dos recursos florestais, dos recursos hídricos, a neutralização de emissões de CO2 (gás carbônico)  e a garantia dos serviços ambientais em áreas público-privadas no entrono de Unidades de Conservação da Mata Atlântica do extremo oeste paulista. 


Iniciativa Nacional para a Conservação da Anta Brasileira - Mata Atlântica

Em 1996, o IPÊ iniciou um programa inovador de pesquisa e conservação focado na anta brasileira da Mata Atlântica da região do Pontal do Paranapanema (SP). 


Programa de Educação Ambiental "Um Pontal Bom para Todos"

O Programa de Educação Ambiental "Um Pontal Bom Para Todos" é um trabalho que integra diferentes atores na mobilização da conservação dos recursos socioambientais do Pontal do Paranapanema, extremo oeste de São Paulo (SP). Por meio da realização de projetos que se complementam entre si, o programa é um dos pontos-chave do Modelo IPÊ de Conservação.